Pesquisar

quinta-feira, 3 de julho de 2014

O Clube Dumas

O Clube Dumas

Arturo Pérez-Reverte

resenha por Diogo Besson


Um livro apaixonante, difícil de classificar e que foi sucesso em todo o mundo. Não dá pra entender porque ainda não reeditaram essa obra no Brasil.


ficha:
ISBN: 8533604351
ISBN13: 9788533604353
Nº de páginas: 438
Acabamento em Brochura (diferente do citado pela goodreads)
Editora: Martins Fontes (Editora e Livraria)
Autor: Arturo Pérez-Reverte
Ano: 1995 / 1º edição
Disponível em eBook? Em português, oficialmente, não (epub - pt_PT). em Espanhol, sim.
Disponível em Audiolivro? Oficialmente, não (áudio não testado nesta resenha).
Preview em Espanhol (60 páginas)
* Adaptação para cinema: O Último Portal (Roman Polanski, 1999)

fonte: http://www.livrariamartinseditora.com.br/fotos/extragrande/3353fe1/clube-dumas.jpg

     Este livro mágico, escrito pelo (gênio) espanhol Pérez-Reverte, foi publicado em 1992 pela editora Alfaguara, e trazido pelo meu professor, sr. Martins Fontes, ao Brasil, no ano de 1995. Conta a história do trabalho realizado por Lucas Corso, um mercenário da bibliofilia, durante a autenticação de dois papeis literários: um manuscrito do capítulo XLII de "Os Três Mosqueteiros", 1844, supostamente de autoria de Alexandre Dumas, chamado "O Vinho de Anjou", e de uma publicação proibida pela igreja, do século XVII, impressa por Aristide Torchia, chamada de "Livro das Nove Portas do Reino das Sombras", uma espécie de manual cifrado para comunicar-se com o próprio diabo em pessoa.


     A história corre numa narrativa bastante fluída e foi escrita de um jeito que te gruda nas páginas até terminar de ler, ao menos, o final do capítulo vigente.
   
Vá adiante!

   Além do fantástico Lucas Corso, vemos nesta publicação, uma excelente construção de personagens. Desde o insípido e medroso Flávio La Ponte, até a obstinada e lasciva viúva Liana Taillefer, grande causadora da maior parte dos conflitos que encontramos na narrativa.

Folha de rosto de "De Vmbrarvm Regni Novem Portis" - fonte: https://fiveblueapples.files.wordpress.com/2012/06/title.png




IX Ilustração (repare no numeral utilizado!) - fonte: http://www.litmir.net/BookBinary/88445/1333268811/pic_37.jpg

     Se você gosta de Dumas, ou não, pouco importa. A única recomendação é ter paciência com as diversas referências intelectuais e com a pseudo-meta-literatura (vixe!) trazida pelo autor, afinal de contas, é um livro que, dentre muitos temas, como problemas amorosos, adoração ao demônio, clubes elitistas, malandragens diversas, etc., fala sobre o prazer de fazer, colecionar, comercializar, restaurar e amar incondicionalmente seus livros.

Por incrível que pareça, conheci pessoas que abandonaram a leitura da obra por causa disso.



Diversas referências à obra de Dumas. Ler "Os Três Mosqueteiros" é recomendável, mas não necessário para entender a história.
foto por Diogo Besson



Foto de Arturo Pérez-Reverte - fonte: http://www.periodistadigital.com/imagenes/2010/02/26/reverte02_270x250.jpg



     Pesquisando pela opinião de outros leitores, percebi que, quanto ao estilo de Arturo Pérez-Reverte neste texto, existe uma grande recomendação pela bibliografia de Umberto Eco, na forma de leitura relacionada. Fiquei curioso sobre isso e gostaria de saber de vocês, leitores deste blog, o que poderia ser indicado.

foto de Umberto Eco - fonte: https://armonte.files.wordpress.com/2011/11/umberto_eco2.jpg

     
     Um fato importantíssimo é que este livro está se tornando muito raro nas prateleiras brasileiras. Tem livreiros insanos negociando uma cópia usada e decrépita por valores que variam de R$25,00 a R$100,00. O meu exemplar, após muita busca em sebos do Brasil todo, consegui somente através do site Estante Virtual (não, não é jabá. Pode até parecer, mas não estão me pagando por isso). O livro chegou pelo correio em perfeitas condições, apesar do mofo notável nas páginas e da montagem já encontrar-se em avançada decomposição, descolando folhas e estalando perigosamente ao abrir.





Outras imagens deste livro. Foto por Diogo Besson

   


     Com o título de "O Último Portal" (Ninth Gate), este livro foi adaptado para o cinema em 1999, como você pode conferir na ficha da obra, no começo desta postagem. Também recomendo que seja assistido somente APÓS a leitura do livro.

Poster do Filme - fonte: http://html.rincondelvago.com/000416608.jpg


     Ler "O Clube Dumas" foi uma das experiências literárias mais gratificantes que tive desde que li "O Mundo de Sofia", de Jostein Gaarder (1991), na minha adolescência, portanto, só consegui falar bem da obra e do autor nesta postagem.

     Agora, se você realmente quiser ler críticas duras a este livro, sugiro que procure outro blog (mesmo assim, duvido que as encontre).

um abraço!


PS:

Outras postagens interessantes sobre "O Clube Dumas"