Pesquisar

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Juliette Society

Juliette Society

Sasha Grey
resenha por Diogo Besson



tudo que você ler nesse livro deve ser... sei la! Escondido das crianças?


ficha:

ISBN: 9788580448078
Número de páginas: 236
Editora: Leya
Tradução: Bruna Portella
Edição: 1ª
Ano 2013

fonte: http://images1.folha.com.br/livraria/images/e/1/1205392-250x250.png?_c=2013-07-12-121009


resenha curta: Juliette Society


Este livro, escrito pela famosa ex-atriz pornô Sasha Grey, pode ser colocado nas prateleiras de romance / literatura estrangeira, porém o livreiro deve ter um cuidado especial para reserva-lo somente ao público adulto, pois, muito além da literatura erótica (acentua as sensações e estimula a sexualidade) e da literatura suja (ou literasuja, que acentua a realidade cotidiana carregada de sexo), este livro contém cenas pornográficas que descrevem o sexo explícito com alta riqueza de detalhes.

fonte: http://gossipdavid.com/wp-content/uploads/2013/08/Sasha1-e1377967108394.png


A história gira em torno de uma estudante, apaixonada pelo seu namorado, que tem fantasias sexuais com seu professor esquisito. Essa moça conhece uma colega de curso que tem uma proximidade maior com este professor e demonstra ter um relacionamento pessoal com a sexualidade de forma muito aberta, experimental e excêntrica, não somente com o amado da personagem principal, mas também com outros personagens que vão surgindo ao longo da narrativa.

Aos poucos a estudante vai conhecendo fulanos e ciclanos e acaba sendo introduzida em um clube de milionários que se reúnem para fazer sacanagem liberal. E eu não estou falando do que uma certa linha ideológica fez com nosso país em épocas pregressas, não! É P-U-T-A-R-I-A, mesmo! Proibido para menores.

fonte: https://lh3.ggpht.com/-dlijoNuvHLQ/UlGu-tvYV_I/AAAAAAAAAsQ/WiF3qdvAUWk/s400/proibido-entrada-de-menores-de-18-anos.jpg


Eu, como franco adepto da literasuja, teria um zilhão de críticas e elogios a fazer sobre essa obra, mas traço abaixo os principais pontos para não alongar nossa conversa:

A força deste livro está no erotismo mesmo. As cenas são muito bem descritas, principalmente as sexuais. De alguma maneira você transita por assuntos completamente desconectados e, ainda assim, mantém a vontade de ler o livro até o fim. Ponto pra Sasha! Outra coisa linda é como ela faz referências a assuntos externos, como outros livros, filmes, arte e etc, sem parecer uma biscate arrogante. Eu realmente me apaixonei pelo gosto cultural dessa mulher.

fonte: http://www.experimento42.com.br/wp-content/uploads/2013/08/732988_aKHgzk1.jpeg


Agora os pontos fracos: A cagada é que este livro me parece ter sido muito revisitado, revisado e existe um marketing absurdamente gritante por trás de tudo que diz respeito a ele. A história perde o sentido em vários momentos, desenrola-se entre a pornografia e as tentativas de aproximar "50 tons de qualquer coisa" (para vender mais, lógico), e acaba fazendo com que esse livro aborreça o leitor que gosta mais do "romance" (no sentido de novela, de narrativa, da história que se quer contar...) que da "putaria" desconectada.

fonte: http://images.watoday.com.au/2013/09/19/4760994/50Shades_729-620x349.jpg


Como autora nova, a Sasha Grey detona. Eu compraria mais livros dela pra ver onde vai dar (hahaha... sem piadinha...)
Pra quem não se contenta com resenha curta, gostei muito da vídeo resenha feita pelo rapaz da cabine literária e indico fortemente assisti-lo.

Enfim, agora é com você. Juliette Society é para adultos, liberais para este gênero proposto e não muito críticos da história que está sendo contada. Vai tentar?

fonte: https://lh3.ggpht.com/-Goo5QeIapgc/Tq1bhFU_xII/AAAAAAAABJM/rdn5RRKU198/s1600/beach%2Bsmart%2Bdog.JPG


Leia também: Clipping da Editora Leya sobre este lançamento.